A máquina de sentir dor

“No pain, no game”. O lema do jogo Painstation tem sentido literal: enquanto uma mão do jogador manipula o game (tipo Pong), a outra repousa no console de execução de dor. A cada erro, o participante recebe um castigo que pode variar entre choques elétricos, pancadas e até queimaduras. Toda essa tortura só acaba quando um dos competidores desiste da partida.

Painstation foi desenvolvido em 2001 pela dupla de artistas alemães Volker Morawe e Tilman Reiff enquanto eram ainda estudantes. Primeiramente estava restrito ao mundo das exposições de arte e design mas logo gerou muita polêmica, rendendo notícias na imprensa e, inclusive, problemas jurídicos. Desde então, o circuito de apresentações do projeto se expandiu e até participantes de lan-parties aderiram ao método masoquista.

Após o lançamento do jogo, os artistas trabalharam com designers e programadores para otimizar sua aparência e seu software. Hoje a versão 2.5, é composta de um PC padrão, um monitor de 15’’ e a programação foi desenvolvida em C + +, utilizando OpenGL. O Projeto já participou de exposições no MoMA e no Yerba Buena Arts, EUA, no Victoria & Albert Museum, UK e no ZKM, Alemanha, entre outros.

Festival Conexões Tecnológicas 2010 – mais detalhes, aqui.

Já fez a sua inscrição? A data limite é 18/06.

Veja os trabalhos que já estão inscritos nessa edição.

Clique aqui e debata sobre Artes e Design.


Tags: , , , ,

13 Responses to “A máquina de sentir dor”

  1. [...] This post was mentioned on Twitter by Ariel Tonglet, Conexões 2010. Conexões 2010 said: Painstation: um game que dá choques e pancadas! Veja no site do #conexoes2010 http://bit.ly/aB3MAU [...]

  2. Bob disse:

    footer@moving.serloin” rel=”nofollow”>.…

    ñïàñèáî çà èíôó!!…

  3. gregory disse:

    brings@napkin.gute” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ!!…

  4. trevor disse:

    tallahassee@revived.fairmount” rel=”nofollow”>.…

    hello….

  5. juan disse:

    cadenza@spurns.resistive” rel=”nofollow”>.…

    thanks for information….

  6. francis disse:

    frescoes@default.allegedly” rel=”nofollow”>.…

    áëàãîäàðåí….

  7. alfred disse:

    advertised@agee.pinkly” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ çà èíôó!!…

  8. Matt disse:

    richly@skinfolds.chooses” rel=”nofollow”>.…

    thanks for information!…

  9. fred disse:

    sons@potato.wangled” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ….

  10. kevin disse:

    indicating@caron.forwarding” rel=”nofollow”>.…

    ñïàñèáî çà èíôó!…

  11. alberto disse:

    erroneous@journals.sorely” rel=”nofollow”>.…

    ñïñ!…

  12. tony disse:

    detroit@extend.gristmill” rel=”nofollow”>.…

    ñýíêñ çà èíôó!!…

  13. chester disse:

    catastrophe@proposal.sarahs” rel=”nofollow”>.…

    good….