Archive for the ‘Premiados’ Category

Conheça os finalistas e premiados do CT2010

quinta-feira, outubro 14th, 2010

O júri do Festival Conexões Tecnológicas 2010, formado por Jimmy Leroy Faria, Lucas Bambozzi, Raquel Kogan, André Mintz, Rejane SpitzKarla Brunet e Ricardo Palmieri, teve bastante trabalho para deliberar 10 trabalhos finalistas, e entre eles 03 premiados, dentre os mais de 100 projetos inscritos.

Conheça os premiados pelo CT2010:

Egocosmo, 2009, de Artur Vasconcelos Cordeiro
Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Ceará (CE)

Espaço;Processo, 2010, de Felipe Turcheti e Vicente Pessôa
Design Gráfico, Universidade do Estado de Minas Gerais (MG)

Marvim Gainsbug, 2009, de Jeraman e Filipe Calegário
Ciência da Computação, Universidade Federal de Pernambuco (PE)

Conheça os trabalhos finalistas do CT2010:

O Inseto como Mapa, 2008, de Fabrício Assis Rodrigues
Desenho Industrial, Universidade Estadual Paulista (SP)

collecTable – uma interface natural para coleções de música, 2008, de Imedia
Desenho Industrial, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (RJ)

Corpo Digitalizado, 2008, de Juliana Cerqueira
Pintura, Universidade Federal do Rio de Janeiro (RJ)

Museu do Hoje: Fundação para os movimentos, 2008, de Lorena Melgaço Silva Marques
Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal de Minas Gerais (MG)

Bauhalien: o site experimental, 2009, de Papaiesso
Design Digital, Universidade Anhembi Morumbi (SP)

Lugares da Cidade – Mídia Locativa Digital – Projeto Sticker Map, 2008, de Conrado Kawall Reis
Comunicação e Multimeios, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (SP)

Verbum, 2010, Rodrigo Montadon Born
Artes Visuais, Universidade Estadual de Santa Catarina (SC)

Parabéns a todos!

A premiação acontece no dia 08 de novembro, durante o evento de encerramento do Festival no Instituto Cervantes. Convidamos todos os inscritos a participar das ações de encerramento do Conexões Tecnológicas, enviar trabalhos para a Mostra de Foto e Video e inscrever-se no Torneio de VJs. Em breve divulgaremos mais informações sobre a programação, continue acompanhado nosso site e as nossas redes sociais.

3° premiado do CT2008 explica seu Projeto “30 Segundos de Luz”

domingo, março 21st, 2010

Maurício Concatto nasceu em Caxias do Sul (RS), em 1981. Após ter passado por diversas experiências profissionais, resolveu, em 2006, se dedicar inteiramente à sua paixão, a fotografia, e deu início à sua formação no curso de Fotografia da Universidade de Caxias do Sul.

Foi com o trabalho de pesquisa “30 Segundos de Luz” que ele se inscreveu no Festival Conexões Tecnológicas de 2008 e acabou ficando com a terceira colocação da premiação.

“Para mim, participar do Festival Conexões Tecnológicas (2008) foi de grande importância tanto para o crescimento pessoal como profissional, auxiliando muito a divulgação do trabalho que estava apresentando naquele ano.
Poder apresentar meu trabalho em São Paulo e, ao mesmo tempo, conhecer o trabalho de outros estudantes de diversas partes do Brasil foi ótimo, sem contar que o Prêmio (3° lugar) facilita muito a abertura de novas portas e oportunidades na carreira profissional”, conta.

Durante o ano de 2009, Maurício esteve focado na conclusão de seu curso de Graduação. Agora, já formado, pretende voltar a produzir um trabalho autoral ou reapresentar o “30 Segundos de Luz”.

Sobre o projeto, nas palavras do artista:

“30 Segundos de Luz” é um projeto fotográfico aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura (Fundoprócultura) de Caxias do Sul – RS – 2007, cujo tema é a técnica fotográfica “Light Painting”. As imagens apresentadas não possuem nenhum tipo de tratamento ou manipulação digital (Photoshop, Lightroom, etc.). Além da fotografia, este projeto reuniu diversas linguagens artísticas (música, dança, vídeo) em um único trabalho apresentado sob a forma de exposição/instalação com interatividade total do público. Em um ambiente totalmente escuro, o público se utiliza apenas de lanternas para iluminar as imagens, criando um ambiente único de ligação artista-obra-visitante.

Veja o vídeo do trabalho aqui.

Para saber mais sobre este projeto, acesse ao e-book do Festival.

2° colocada do CT 2008 continua atuando no mercado e na área acadêmica de Design

quinta-feira, março 18th, 2010

Em 2008, Mônica Puolli foi indicada pelo coordenador da faculdade de artes plásticas da FAAP a  inscrever no Festival Conexões Tecnológicas seu TCC Incluir Brincando, que havia sido realizado em 2006 para o Curso de Desenho Industrial com Habilitação em Projeto de Produto.

De início, ficou em dúvida quanto a participar do Festival. “Fiquei muito feliz com a indicação e agradeci, mas não fiz minha inscrição rapidamente. Tive dúvidas sobre minha participação. Afinal, o meu trabalho era um produto, não uma exploração artística, era o resultado de 4 anos estudando desenho industrial”, conta.

Decidiu inscrever-se sob incentivo de seu orientador Fabio Righetto. Resultado: ficou com a 2ª colocação da premiação.

Hoje, Mônica, que é pós-graduada em Design e Tecnologia Digital, continua atuando no mercado e na área acadêmica. “Pretendo continuar minhas pesquisa sobre o papel do design no contexto atual, entendendo que o design é uma atividade multidisciplinar e agregadora”, explica. ”É muito mais uma maneira de pensar e agir do que o produto final e isolado.”

“Sou apaixonada pelo caráter lúdico no qual baseamos nossos relacionamentos e tento incorporá-lo aos meus projetos de diferentes modos”, finaliza Monica, que vê as tecnologias digitais como grandes aliadas do designer para alcançar resultados antes impossíveis e para a formação da rede de relações necessária para a atuação do design.

———————————————————————————————————————–

Incluir Brincando – Cob é um brinquedo interativo que busca introduzir a criança aos novos conceitos do pós-web, de forma lúdica e próxima ao contexto infantil. Pretende que a criança, na faixa etária em que ela começa a experimentar o mundo à sua volta e a compreender as regras e padrões sociais, absorva essa lógica emergente para relacionar-se com o mundo. Cob pretende, ainda, desmascarar o estigma de que o brinquedo tecnológico faz mal, promover a interação social e desenvolver coordenação motora, noção espacial, comunicação e pensamento lógico encadeado. O Cob é uma tentativa de trazer as tecnologias da comunicação e informação (tics) para o mundo da brincadeira, e não mais o oposto. Desta forma, busca atingir um maior coeficiente de inclusão social, por meio da inclusão digital.

Para ver o vídeo sobre o seu Projeto Premiado Incluir Brincando, clique aqui!

Se quiser saber melhor como o Cob funciona, acesse o e-book do Festival de 2008, clicando aqui